Asfalto

Topo
Asfalto

Asfalto

Categorias

Histórico

Balé urbano do Slow Soul e mais destaques do Cultura Inglesa Festival

Sté Reis

2024-05-20T19:18:05

24/05/2019 18h05

Alysson Amaral em cena do Slow Soul (foto: Maria Tuca Fanchin)

Além de Lily Allen e Duda Beat, que se apresentarão no tradicional show do Festival Cultura Inglesa em junho, neste ano, a 23ª edição do evento conta com duas semanas de atrações de teatro, games, cinema, arte e infantil em diversos pontos de São Paulo entre os dias 24 de maio e 16 de junho.

Conversamos com um desses destaques, o espetáculo Slow Soul, que faz a ponte aérea cultural UK – BR misturando referências de bandas como Massive Attack e Morcheeba com a visão instrumental de duas instrumentistas do coletivo Ilú Obá De Min (ouça) a jooking dance, também conhecida como gangsta walking ou balé urbano.

Nascido nas ruas do Tennessee na década de 90, esse estilo de dança ganhou visibilidade com os gangsta rappers e acompanha os graves envolventes, percussões marcantes e a malemolência das ruas. O performer carioca Alysson Amaral conta que o espetáculo é inspirado diretamente na cultura experimental e periférica de Londres, especificamente, no artista Tricky (ex Massive Attack) e autor do álbum Maxinquaye, que tem como faixa de destaque "Hells is Round The Corner".

"Durante a pesquisa, encontrei muita coisa desse álbum, que leva o nome da mãe dele. Tem toda essa questão sobre o feminino e o racismo na Inglaterra. Fala sobre amor, perda, drogas e essa mistura do hip hop, jazz e som progressivo me trouxe muitas sensações, então fui estudar como trazer isso para o meu corpo", explica Alysson.  

Junto com uma companhia de dança de Belo Horizonte, o performer encontrou o ponto de intersecção entre as duas culturas e contou com o reforço das instrumentistas Jackie Cunha e Beth Beli. "Esse estilo de dança é um estilo de resistência. Mostra como meu corpo ocupa o mundo, ver como os corpos negros se movimentam com força e a potência que eles têm ao mesmo tempo que precisam conter olhares opressores."   

Assista: Data: 30 de maio a 02 de junho | Horário: De quinta a sábado às 21h, domingo às 19h | Duração: 50 minutos | Classificação: 14 anos | Entrada gratuita

Outros destaques:

Exposição Notas de um Sonho, de Caco Galhardo

Obras da exposição de Caco Galhardo

Como boa fã de quadrinhos, um dos meus destaques é Notas de um Sonho, uma releitura do quadrinista Caco Galhardo da comédia "Sonho de Uma Noite de Verão", de William Shakespeare. "Sonho de uma noite de verão é conhecido como a melhor comédia de Shakespeare, e o meu trabalho tem muito de humor. Foi quase natural juntar e compor um trabalho que reunisse todos esses mundos" diz Caco. 

Visite: Centro Brasileiro Britânico – Rua Ferreira de Araújo, 741 – Pinheiros, São Paulo – SP | Horário: De segunda a sexta das 10h às 19h. Sábados, domingos e feriados das 10h às 16h | Classificação etária: Livre

I, Game: Interpretar, Investigar, Imaginar

Com curadoria do jornalista e gamer Pabllo Miazawa, a exposição no Centro Cultural São Paulo conta com atividades interativas para todos os públicos com um panorama histórico sobre a evolução da tecnologia além da presença na cultura pop. Para quem curte Tomb Raider, o Centro Cultural Britânico exibe uma série de filmes sobre a heroína. 

Vai lá: de 24 de maio a 16 de junho Horário: De terça a sexta das 10h às 20h. Aos sábados, domingos e feriados das 10h às 18h | Local: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso

Espetáculo de Edimburgo: What Girls Are Made Of

Pela primeira vez no Brasil, o espetáculo vencedor do Festival de Teatro de Edimburgo terá quatro apresentações no Teatro FAAP entre os dias 24 a 26 de maio. O espetáculo conta a história autobiográfica de Cora Bissett, atriz e musicista que no auge dos anos 90 dividiu o palco com bandas como Blur e Radiohead em turnê.

Confira a programação completa aqui

Sobre a autora

Nascida e criada na periferia de São Paulo, Sté Reis estudou Jornalismo na São Judas e desde então escreve sobre sua relação com as ruas da capital. Se especializou em cultura underground, música e feminismo, foi repórter em UOL Entretenimento e tem textos publicados no Zona Punk, Youpix, Brainstorm9, Deepbeep, Rolling Stone, MTV e Facebook Brasil. É assistente de conteúdo do DJ Marky, do rapper Projota, e compartilha seus achados no Malaguetas, há mais de dez anos no ar.

Sobre o blog

Histórias de quem ocupa a cidade e dicas de intervenções urbanas, música, cultura pop e esportes de rua para quem encara o asfalto de São Paulo e busca novas formas de viver a capital.