menu
Topo
Asfalto

Asfalto

Categorias

Histórico

Sete rolês para o sete de setembro

Sté Reis

04/09/2018 22h47

Sete de setembro e o que você vai fazer por SP? Reuni sete dicas de rolês pesados que estão acontecendo pela cidade. Tem música, tem festa, tem exposição, tem bienal, cinema e sofá. Vai se perder por aí!

# 7 ‐ NO SOFÁ
"Amar é Para os Fortes", nova ópera‐rap do D2

Na última quarta (29), o Asfalto conferiu o lançamento do novo projeto audiovisual do Marcelo D2, na Cinesala, em São Paulo. "Amar É Para Os Fortes" é o primeiro filme dirigido pelo frontman do Planet Hemp e sucessor do autobiográfico "Nada Pode me Parar" (2013). Com cerca de 30 minutos, o longa tem como protagonista seu filho Stephan Peixoto (@saintktt), o Sinistro, e Beatriz Alves, como a francesa Chloe.

D2 disse antes da exibição que se inspirou em Warhol, ficou um ano buscando referências em longas de Tarantino, Spike Jonze e longas cult dos anos 90, como Kids. O resultado é único e o que vemos na telona é um roteiro original, letras atuais e cenas no flow das músicas sampleadas com maestria em mais uma parceria com os produtores Mario Caldato e o carioca Nave. Parcerias com Gilberto Gil, Rincon Sapiência, Alice Caymmi, Milton das Neves e Seu Jorge coroam o lançamento disponível na Apple Music.

# 6 ‐ NO TEATRO
Josephine Baker, A Vênus Negra

Pela primeira vez no SESC 24 de Maio, a peça que conta a trajetória da cantora, humorista, dançarina e ativista franco-americana Josephine Baker é um ótimo rolê pra curtir no teatro. Conferimos a estreia e super aprovamos. Acompanhada por Dany Roland (músico), Christiano Sauer (músico) e Jonathan Ferr (músico), Aline Deluna traça a trajetória da artista desde seu início como camareira de musicais até o estrelato e a militância contra a segregação racial nos Estados Unidos. Está em cartaz até 16 de setembro, entre quintas e domingos, às 21h.

# 5 ‐ PARA OS ORFÃOS DO HANGAR 110
Oxigênio Festival

Dead Fish no Oxigênio Festival em 2017 (Divulgação / Oxigênio Festival)

Quem acha que o Hangar 110 morreu com o fim da casa na Zona Norte de São Paulo, está muiiito enganado. A galera por trás do templo punk rock da cidade está fazendo a curadoria da segunda edição do Oxigênio Festival.  Vai ter Dead Fish, Pense, Cueio Limão, Gritando HC e muito muito mais. Ingressos à venda no site do evento, que rola entre sexta (7) e domingo (9) no Via Matarazzo.

# 4 ‐ OUTROS MUNDOS POSSÍVEIS
Segunda Bienal de Artes do Ouvidor

Lembram da minha visita à Ouvidor? Publiquei sobre ela aqui no Asfalto. Pois bem, no dia 7 de setembro, a segunda bienal da ocupação será realizada no centro de São Paulo. A pré estreia rola na Red Bull Station na quinta a noite, às 19h. Ateliês abertos, obras expostas, workshops e diálogos sobre a arte marginal e contemporânea de São Paulo. É tudo de graça. Veja a programação no Facebook.

# 3 – PRA VIRAR
Carlos Capslock entra numas de anos 90 

Close da performer Euvira, Euvira (Divulgação / Facebook)

Clubers e clebbers reunidos para uma noite com nostalgia e fantasia no ar. DJ sets do anfitrião Paulo Tessuto, que acaba de voltar de turnê pela gringa, DJ W!ld, Shadow Movement, Kosmo e Escarbe. Derreteção para quem aguenta. Se não for pra causar, nem clica.

# 2 – NA TELONA
Os Pássaros no MIS

Se você ainda não passou pela mostra do Hitchcock no MIS, que fica em cartaz até 21 de outubro, esta é uma ótima oportunidade de conhecer a exposição e assistir ao longa com trilha sonora ao vivo improvisada pela banda Araruna. Domingão a tarde e trevoso por R$ 12 reais. A exposição é gratuita.

# 1 – NÃO DEIXE O MUSEU MORRER
"Mulheres radicais: arte-latino americana"

Marie Orensanz: Limitada, 1978//2013 (Divulgação / Pinacoteca)

A tragédia no Museu Nacional é terrível, mas nos lembra que o ideal é não deixar o rolê no museu para a próxima semana. A exposição sobre artistas latinas está no primeiro andar da Pina e reúne obras de 120 mulheres e suas histórias de militância. Imperdível. Mais informações na página da Pinacoteca.

Sobre a autora

Nascida e criada na periferia de São Paulo, Sté Reis estudou Jornalismo na São Judas e desde então escreve sobre sua relação com as ruas da capital. Se especializou em cultura underground, música e feminismo, foi repórter em UOL Entretenimento e tem textos publicados no Zona Punk, Youpix, Brainstorm9, Deepbeep, Rolling Stone, MTV e Facebook Brasil. É assistente de conteúdo do DJ Marky, do rapper Projota, e compartilha seus achados no Malaguetas, há mais de dez anos no ar.

Sobre o blog

Histórias de quem ocupa a cidade e dicas de intervenções urbanas, música, cultura pop e esportes de rua para quem encara o asfalto de São Paulo e busca novas formas de viver a capital.